A esquerda defende os pobres, a direita defende os ricos

Existem coisas na vida que são óbvias, são elementares. Não precisa nem de estudo e nem de inteligência para saber que os partidos de esquerda defendem os pobres e os partidos de direita defendem os ricos.

Desde o tempo de Jesus é assim. Cristo sempre defendeu os fracos e oprimidos enquanto o império romano (a direita), oprimia o povo.

No Brasil nunca foi diferente. Em 522 anos de história, sempre tivemos governantes com o mesmo pensamento e princípios da direita que hoje nos governa. Os privilégios e benesses sempre foram para os amigos da corte como ainda é hoje. Vejam o caso dos militares.

Enquanto grande parte do povo passa fome, os milicos se fartam com picanha, salmão, bacalhau, uísque importado e outras mordomias.

O Jair aumentou o salário mínimo para R$ 1.200,00 para 2022, mas para os seus colegas militares o tratamento é diferente. Os ministros/generais, (são muitos), como o general Augusto Heleno, um velho caquético que já deveria estar de pijamas, recebe mais de R$ 100.000,00 mensais. Os canalhas também envelhecem.

Os direitos trabalhistas tiveram alguns avanços com a Constituição de 1988, mas aos poucos estão sendo sucateados como a última “reforma trabalhista”. Quem é que propõe estes confiscos aos trabalhadores? É sempre a direita, os chamados liberais, nunca a esquerda.

As reformas liberais dos capitalistas sempre é para favorecer a classe dominante, os banqueiros e empresários. A direita ilude o povo. Cria empresas privadas com dinheiro público, com a justificativa de criar empregos mas na verdade é para ficarem ricos com a exploração dos trabalhadores.


BOLSONARO VAGABUNDO

É simples explicar porque o Jair é chamado de vagabundo. A bem da verdade ele nunca trabalhou. Acompanhem comigo a sua trajetória.

O milico foi um reles capitão do exército. Os militares, como todos sabemos, são muito vagabundos. Está no DNA deles.

Se você é jovem e quer arrumar uma profissão que não precise trabalhar é só se alistar nas forças armadas e seguir carreira militar. No caso do Jair, nem isso ele conseguiu pois foi expulso do seu regimento por mau comportamento. Como a instituição militar é extremamente corporativista, e para não desgastar o exército com sua expulsão, resolveram encostá-lo como se faz no INSS.

Nem um milico vagabundo normal ele conseguiu ser. Depois de não dar certo como milico entrou para a política que é outro grande habitat de vagabundos e corruptos. Claro que há poucas exceções. O Senador Randolfe Rodrigues por exemplo, é um excelente parlamentar. O milico vagal foi cinco vezes deputado federal sem ter contribuído em nada para o País. Só fazia fofoca como faz agora. Então não se poderia esperar outra coisa agora que ele é presidente.

É um playboy de farda.


PRIVATIZAR O LUCRO, SOCIALIZAR O PREJUÍZO

Esta turma do agronegócio, os chamados “ruralistas liberais”, são mesmo muito caras de pau. Quando os negócios deles vão bem, eles falam que a economia é que deve regular o mercado. Que o Estado tem que ser mínimo e tem que privatizar todas as estatais.

No ano passado, quando a saca da soja foi vendida a preço recorde foi tudo maravilhoso. Mas quando as coisas não acontecem como eles esperam, como a estiagem que agora está atingindo os estados da região sul, aí eles querem que o Estado socorra seus negócios privados. Agora eles só falam em irrigação das lavouras para a garantia das safras.

Até aí tudo bem. Concordo que a irrigação é algo necessário para que todo o trabalho do plantio não seja desperdiçado. Mas sabem quem eles querem que financie a irrigação das lavouras? O Estado. Agora o Estado que eles tanto criticam é bom.

É sempre assim: ELES PRIVATIZAM OS LUCROS E SOCIALIZAM OS PREJUÍZOS.

Em tempo: já que eles falam tanto em DEUS – PÁTRIA – FAMÍLIA, porque não rezam para chover. Onde está deus deles?


ATÉ TU BRUTUS?

Ah não! Com esta traição milico não contava. Até o seu guru, Donald Trump, está sacaneando o “bosta seca”. Depois de ser contra as vacinas quando ainda era presidente dos EUA, agora o ianque mudou radicalmente de posição. Está defendendo as vacinas, inclusive a segunda dose. Foi ele que convenceu o Jair a usar cloroquina para a cura da Covid 19. Vendeu milhões de cloroquina para o Brasil, um medicamento sem nenhuma eficácia mas que deu muito lucro para os fabricantes.


A ÔMICRON TÁ COMENDO O GADO

Levantamentos feitos em vários países do mundo mostram que a variante Ômicron está contaminando, muito mais, os negacionistas. Isto é óbvio. A variante contamina os mais vulneráveis que ainda não tomaram vacina. No caso do Brasil não é diferente. O gado bolsonarista é a vítima prefererida do Covid, já que ele não tem nenhuma imunidade e é bundão.


MILICO PÉ FRIO

Vamos combinar uma coisa de “pé de ouvido”. O milico terrivelmente vagabundo, além de incompetente, é muito azarado. Vejam só: o cara no início da pandemia tinha 58% de aprovação do seu governo. Aí, em vez de abraçar com o povo a luta contra a pandemia comprando vacinas e defendendo os protocolos de saúde indicados pela ciência para tentar controlar a pandemia e evitar milhares de mortes, ele fez exatamente o contrário.

A consequência da pandemia, é claro que afetaria a economia, pois o lockdown foi necessário em todo mundo para salvar vidas.

A partir daí a maionese começou a desandar. Sem nenhum plano de governo veio a inflação, a alta dos combustíveis, aumento do desemprego e tantos outros problemas.

Isto tudo acompanhado do seu azar como as enchentes na Bahia e Minas Gerais e a estiagem na região sul. Ele é muito “pé frio”. Vejam o que aconteceu com o Grêmio.

Hélio Ortiz é professor, produtor cultural, e foi Secretário Municipal da Cultura e Esporte de Viamão durante os governos do PT.