Ato contra instalação da praça de pedágio ocorre nesta sexta na ERS-118

Atividade visa sensibilizar o Governo do Estado, que prevê a cobrança de tarifas por meio do Plano de Concessões…

Uma manifestação está programada para esta sexta-feira, às 16 horas, na ERS-118, no trecho de acesso de Alvorada, para marcar o descontentamento de lideranças contra a instalação da praça de pedágio entre as cidades de Gravataí e Viamão. A atividade é organizada pelo Movimento RS-118 Sem Pedágio e visa sensibilizar o Governo do Estado, que prevê a cobrança de tarifas por meio do Plano de Concessões.

De acordo com o coordenador do Movimento, Darcy Zottis, a definição dos locais está na reta final. “As entidades empresariais, vereadores, prefeitos, a grande maioria dos deputados e a população já se manifestaram contrários a um pedágio na área urbana dos municípios cortados pela 118. No final de 2021, nos reunimos e explicamos ao governador sobre todos os prejuízos que serão acarretados para a região. Esperamos que o bom senso prevaleça e não tenhamos um pedágio injusto onerando a comunidade e empresas, afastando o desenvolvimento de uma das regiões mais pobres do Estado”, concluiu Zottis.

Segundo ele, é injusto penalizar a região com um pedágio por 30 anos para duplicar 16 km da rodovia. A arrecadação prevista com a essa proposta é R$ 4 bilhões e o custo da duplicação soma R$ 110 milhões. Zottis reforça que a implantação de uma praça de pedágio na localidade aumentará custos, inibirá investimentos e foçará empresas instaladas na região a migrarem para outros municípios. Além disso, também deve implicar em um problema social, com o aumento do desemprego.

O governo do Estado prevê o plano de concessões de 1.131 quilômetros de rodovias gaúchas. Um projeto de 30 anos, com investimento de mais de R$ 10 bilhões da iniciativa privada, que prevê a duplicação de mais de 70% dessas estradas. A ERS-118 faz parte do bloco 1, que compreende rodovias das regiões Metropolitana e Litoral, além de Gramado e Canela, e terá investimentos de R$ 3,9 bilhões durante a concessão.

Ainda, de acordo com o Governo, a praça de pedágio prevista no estudo da concessão fica no trecho que não é duplicado da ERS-118, no km 22,6 da rodovia, entre as cidades de Gravataí e Viamão, onde a estrada tem pista simples e está mal conservada.

Jornal Sexta, imprensa livre e independente. De Viamão para toda a Região Metropolitana de Porto Alegre e para o mundo. Desde 2010 (quando era ainda impresso), e para sempre.