Monark recebe apoio de comunistas e o Partido Verde se assanha para 2022

Partido da Causa Operária

Embora o partido mais leninista, marxista e trotskista do Brasil, glorioso farol do proletariado da nação, não tenha feito NADA relacionado às eleições nesta semana, ele ainda assim conseguiu chamar a atenção.

E por que?

Porque deu seu pitaco em uma questão nacional de alta importância: o polêmico comentário bebaço do Monark no Flow Podcast.

PCO, sempre anos-luz à frente, resolveu aplicar a psicologia reversa.

Só pode.


Partido Verde, quem te viu, quem te vê!

Olhem só que engraçado… o Partido Verde antigamente era o “partido viajandão” que todo mundo amava.

Tinha o Gabeira, tinha aqueles candidatos hippies que surgiam na propaganda eleitoral… eu lembro de um vídeo deles andando pela redenção, tinha uma candidata com uma faixa cheia de cristais… uma coisa meio “flores na cabeça”.

Aliás, eu ACHEI o tal vídeo!

Até o “Bob Marley” da Praça da Alfândega, um cara que era igualzinho ao cantor jamaicano e vendia camisetas de bandas de rock, concorreu a vereador pelo PV.

Beleza.

Agora, olhe para o Geraldo Alckmin. Você consegue imaginar uma figura com mais cara de “careta”, de tiozão engravatado, do que ele?

Pois é.

Mas o Partido Verde convidou o Alckmin para se filiar.

Querem fechar o acordo e botar mesmo o ex-governador como vice do Lula.

Nada contra a articulação.

Só mostra a mudança de perfil da legenda.

O Partido Verde é aquele típico cara legal da Turma do Fundão que ia para a escola com um violão, e depois de adulto tu descobre que ele virou um advogado tributarista que nunca vai à praia.


O balão do Dória murchou

Tem um grupo grande dentro do PSDB que não acha viável o partido botar candidato à presidência.

A bancada tucana tem 32 deputados. Agora, comenta-se que um terço desse pessoal está debandando – a maioria, indo para a chapa do Lula.

Não adianta: a eleição vai ser mesmo um GRENAL. Tipo Republicanos e Democratas.


E o ex-partido do Bolsonaro?

O PSL está se juntando com o DEM (aquele partido do Onyx Lorenzoni), para formar o União Brasil.

Esse “novo” super-partido (com a maior bancada de todas) pensa em lançar candidato a Presidente. Falam no nome do Luciano Bivar, que obviamente não tem chance nenhuma.

A ideia é eleger deputados, governadores, senadores. Os caras vão entrar na corrida presidencial pra valer é no segundo turno, como apoiadores (do Bolsonaro? Não sei. Provável).

Escritor, jornalista, videomaker e servidor público. Autor de "Política para Iniciantes" de outros livros. Às vezes, assusta as pessoas por falar o que pensa. É o profeta que uma geração alienada pelo TikTok precisava. Ainda será Presidente do Brasil (ou não).