A REAL sobre o áudio do Arthur “Mamãe Falei”

O Arthur “Mamãe Falei” é um tipo de sujeito que infelizmente existe dentro da comunidade “redpill”.

Vamos falar sobre isso de forma honesta.

É aquele tipo que, ao invés de conviver com as mulheres como seres humanos normais – usando a redpill para evitar cair em armadilhas e ser usado por elas – ele vai além, cria uma visão radical sobre as mulheres e decide não enxergá-las mais como seres humanos.

Só que ao invés de virar MGTOW e ficar longe delas, ele se transforma numa coisa chamada “artista da pegação”.

Os “artistas da pegação” são uns caras que não entenderam nada – eles escapam da vida de “gado” (gado é o homem que vive babando a servindo às mulheres na esperança de obter atenção delas) mas não focam no desenvolvimento pessoal e em relações verdadeiras.

O que eles fazem? Eles VIVEM para obter sexo casual.

Não estou aqui condenando relações casuais, estou falando de malucos que EXISTEM em torno disso – mentem, fingem ser quem não são, dedicam dinheiro e tempo só nisso.

Seus modelos de vida não são líderes, sábios, artistas ou heróis – e sim o personagem Barney Stinson, da série “How I Met Your Mother”.

Detalhe: Barney foi criado a partir da descrição de “vida perfeita” na visão de um garoto de 12 anos. Ele é, em resumo, uma caricatura.

Arthur e sua turma não representam os homens – não representam nem mesmo a comunidade redpill. Eles representam uma caricatura disso tudo.

São uns caras bobalhões que montam grupos nos quais possam contar proezas… como fazíamos aos 14 anos de idade, depois das festas… aqueles papos de “peguei 3″… PORÉM são caras de 30, 40 anos.

Chamam a si mesmos de “machos alfa” mas são apenas uns pré-adolescentes velhos.

Em resumo, é isso aí.

Escritor, jornalista, videomaker e servidor público. Autor de "Política para Iniciantes" de outros livros. Às vezes, assusta as pessoas por falar o que pensa. É o profeta que uma geração alienada pelo TikTok precisava. Ainda será Presidente do Brasil (ou não).